google-site-verification: googled55d6f38886f7832.html google-site-verification: googled55d6f38886f7832.html
top of page

Patologias na Construção Civil: Identificação, Impacto e Soluções

Atualizado: 1 de fev.


Imagem de capa reprentando os 'Fundamentos da Engenharia Sanitária em Sistemas de Tratamento de Esgoto'. Ao fundo, uma estação de tratamento de esgoto em preto e branco evoca a importância desse processo na preservação ambiental e saúde pública. O título em destaque, em fonte sóbria, reforça o foco do artigo. Na parte inferior, uma faixa vermelha ressalta o nome da Alicerce, posicionada no canto inferior direito, reafirmando a fonte da informação. Uma imagem que captura a essência da engenharia sanitária e sua contribuição vital para um futuro sustentável."



Ao abordar as patologias na construção civil, na verdade estamos nos referindo a defeitos ou anomalias que afetam o desempenho e a integridade estrutural de um edifício. Esses problemas podem ser ocasionados por falhas e erros ao longo de suas etapas de planejamento, execução e uso, bem como pela escolha de materiais inadequados e condições ambientais adversas.


Mesmo com a supervisão cuidadosa do processo construtivo e a atenção adequada durante a elaboração do projeto, a ocorrência desses problemas não é incomum. Portanto, tornou-se fundamental desenvolver protocolos de avaliação e detecção de patologias, com o objetivo de identificar e prevenir problemas que possam gerar preocupações. Tais avaliações são conduzidas por profissionais especializados, como engenheiros e arquitetos, com o intuito de determinar as causas das patologias, avaliar seus impactos e propor soluções apropriadas



Índice do Artigo:


  • Principais Patologias

  • O Uso dos Protocolos de Avaliação

  • Importância da Análise de Patologias na Construção Civil


 

Diversas patologias podem surgir em edificações, incluindo:


  • Infiltrações: Essas ocorrem devido a falhas na hidráulica, que permitem a entrada de água através de elementos na alvenaria, como beirais e selagens, ou por aberturas deixadas nas juntas de assentamento e durante a construção da cobertura. Os sinais de infiltração incluem umidade, manchas de mofo e eflorescências, que são causadas pela presença de carbonato de cálcio.


Imagem de janela com infiltração em uma construção.
Problemas de infiltração: Descubra como solucionar esse desafio com nossa experiência em construção civil.

  • Carbonatação: Esse fenômeno envolve a formação de carbonato de cálcio na estrutura de concreto devido ao contato com a umidade. Esse processo pode levar à corrosão a longo prazo.


  • Deslocamento de Revestimentos: Esses ocorrem devido a erros na aplicação da massa, presença de umidade, falta de cuidado com as juntas de assentamento necessárias ou falhas no processo de secagem da massa. Esses fatores podem resultar no deslocamento e até mesmo no desprendimento dos revestimentos.


  • Fissuras, Trincas e Rachaduras: Esses são problemas frequentes, mas é importante entender as diferenças entre essas três tipologias. As fissuras são aberturas superficiais que afetam apenas a camada de pintura. As trincas são mais profundas e, em casos mais graves, podem afetar a estrutura. Por outro lado, as rachaduras têm maior profundidade, permitindo até mesmo a passagem de água da chuva, o que demanda uma reparação imediata.


Rachadura na parede da janela ao telhado em construção.
Rachadura na parede, da janela ao telhado.



 

PROTOCOLOS DE AVALIAÇÃO

A NBR 15.575-2:2013, intitulada "Edificações habitacionais" e publicada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas, estabelece a necessidade de garantir a durabilidade das edificações em condições normais de uso, levando em consideração a ocorrência de fissuras, deformações e falhas que possam comprometer o desempenho estrutural. Entretanto, a norma enfatiza que, em hipótese alguma, a edificação deve ruir ou perder a estabilidade. Além disso, a norma preconiza a prevenção da segurança em relação a impactos, choques, vibrações e outras solicitações, mantendo um estado de fissuração aceitável.


Quando sinais de patologias são identificados em uma construção, é recomendável que se chame um profissional especializado em patologias para realizar uma análise e diagnóstico baseados nos sintomas observados, conhecida como "anamnese da construção civil". Esse diagnóstico ajudará a identificar as causas e as consequências do problema, destacando a importância de intervenções corretivas caso nenhuma ação seja tomada.


O patologista segue uma sequência de etapas para realizar o diagnóstico, que inclui:


  • Inspeção Preliminar: Nessa fase, é realizada uma análise visual e coleta de informações antecedentes sobre o problema em questão, observando os sinais de patologias, tais como rachaduras, infiltrações, deslocamentos, deformações, entre outros.


  • Pré-diagnóstico: Com base na inspeção preliminar, é elaborado um pré-diagnóstico inicial que ajuda a direcionar a investigação e análise mais detalhada.


  • Inspeção Detalhada: Essa etapa envolve uma inspeção mais minuciosa, utilizando técnicas específicas e equipamentos adequados para identificar e avaliar os aspectos relevantes das patologias presentes.


  • Plano de Trabalho: Com base na inspeção detalhada, é elaborado um plano de trabalho que define os ensaios e análises laboratoriais a serem realizados em materiais e estruturas, como testes de resistência de concreto, análise de umidade, análise de composição química, entre outros. Além disso, o plano de trabalho estabelece as áreas a serem inspecionadas e a documentação necessária, como o preenchimento de fichas de levantamento.


  • Execução do Plano de Trabalho: Nessa última etapa, o patologista executa o plano de trabalho, realizando os ensaios, investigações adicionais e preenchendo as fichas de levantamento, conforme necessário, para obter um diagnóstico preciso.


Com base nos dados coletados e nos resultados dos ensaios, é realizada uma análise das possíveis causas das patologias identificadas. Isso pode envolver a avaliação de falhas de projeto, erros de execução, problemas de manutenção, influência de agentes externos, entre outros fatores. Em seguida, é elaborado um laudo técnico que descreve as patologias identificadas, suas causas, impactos e recomendações para correção.


Essas etapas são seguidas para garantir uma abordagem sistemática na identificação e diagnóstico de patologias em uma obra. Durante essas etapas, são aplicados protocolos de avaliação, que são ferramentas desenvolvidas para auxiliar no monitoramento da estrutura e na coleta de informações qualitativas e quantitativas necessárias para a elaboração do diagnóstico.


Não existe um padrão ou protocolo único, sendo responsabilidade do patologista escolher a metodologia mais adequada para cada caso. No entanto, existe um consenso de que a fase mais crucial de todo o processo é o diagnóstico, pois fornece informações essenciais para a compreensão do problema, com base na coleta de dados, histórico da construção e interação com profissionais e usuários envolvidos. É nessa etapa que se obtém um entendimento fundamental da situação, que orientará as ações a serem tomadas.




 

Importância da Análise de Patologias na Construção Civil


A análise de patologias na construção civil desempenha um papel crítico na preservação da qualidade e segurança das edificações. Ela não apenas identifica problemas existentes, mas também contribui para a prevenção de futuros inconvenientes, minimizando custos e riscos. Destacaremos a seguir a importância dessa análise em diversos aspectos.


Segurança Estrutural: A segurança das edificações é um aspecto fundamental que não pode ser negligenciado. A identificação precoce de patologias que afetam a integridade estrutural permite a realização de intervenções corretivas antes que a situação se agrave a ponto de comprometer a segurança dos ocupantes e da estrutura como um todo.


Durabilidade e Vida Útil: A análise de patologias também está relacionada à durabilidade das edificações. Ao detectar e corrigir problemas no estágio inicial, é possível aumentar significativamente a vida útil das construções, evitando custos elevados de reparo e manutenção a longo prazo.


Sustentabilidade Ambiental: A correção de patologias contribui para a sustentabilidade ambiental, pois reduz a necessidade de demolição e reconstrução, economizando recursos naturais e energia. Além disso, ao aumentar a durabilidade das edificações, reduz-se o desperdício de materiais de construção.


Valor do Imóvel: Edificações livres de patologias têm um valor de mercado mais elevado. Investidores e compradores estão dispostos a pagar mais por propriedades que não apresentem problemas estruturais, o que faz com que a análise de patologias seja também um aspecto financeiramente relevante.


Prevenção de Riscos Legais: Problemas não resolvidos podem resultar em litígios legais que podem ser prejudiciais tanto para os proprietários quanto para os construtores. A análise de patologias auxilia na documentação e no entendimento das condições da edificação, reduzindo os riscos legais associados.


Garantia de Qualidade: Para construtoras e incorporadoras, a análise de patologias faz parte do controle de qualidade. Ela permite a identificação de possíveis falhas nos processos construtivos e, assim, contribui para aprimorar os padrões de qualidade.


Conforto e Satisfação do Usuário: Edificações livres de patologias oferecem maior conforto e satisfação aos seus usuários. Problemas como infiltrações, fissuras e deslocamentos de revestimentos podem afetar o bem-estar dos ocupantes, causando desconforto e insatisfação.



 


A análise de patologias na construção civil desempenha um papel fundamental na preservação da qualidade, segurança e durabilidade das edificações. Através de protocolos de avaliação e uma abordagem sistemática, profissionais especializados podem identificar, diagnosticar e corrigir problemas, garantindo que as construções atendam às normas de desempenho e se mantenham em condições ideais ao longo do tempo.


A importância dessa análise transcende aspectos estruturais e abrange considerações relacionadas à segurança, durabilidade, sustentabilidade ambiental, valor do imóvel, prevenção de riscos legais, garantia de qualidade, conforto e satisfação do usuário. Portanto, investir na análise de patologias não apenas promove a qualidade na construção civil, mas também contribui para o bem-estar da sociedade e o sucesso dos empreendimentos imobiliários.


Gostou desse assunto e quer saber mais? Então confira as principais novidades da Engenharia Civil e Mercado Imobiliário no nosso Blog. Além de conferir mais artigos relacionados a esse assunto, como BAMBU: MATERIAL NATURAL PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL








Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page